Distribuição Uniforme

ProfessorGuru.com.br - Todos os direitos reservados - 2018

site seguro ssl
Hospedagem Professor Guru - One.com
logotipo professor guru

ESTATÍSTICA - PROBABILIDADE - DICAS DE ESTUDO - VÍDEO AULAS

TUTORIAIS PHOTOSHOP - CURSOS PARA PROFESSORES

Inscrever-se no Facebook - Professor Guru
Assinar canal Professor Guru no Youtube
Assinar canal Professor Guru no Youtube
Assinar canal Professor Guru no Youtube
Assinar canal Professor Guru no Youtube

Distribuição Uniforme

Modelos Contínuos de Distribuições de Probabilidades

 

Como já vimos, uma variável aleatória pode ser discreta ou contínua. Quando a variável é contínua, ou seja, assume valores em intervalos da reta dos números reais, a distribuição de freqüência de uma amostra de observações pode ser representada através de um histograma.

 

Agora, porém, queremos analisar a população de onde foi retirada essa amostra. Como não temos acesso ao histograma de freqüências relativo à população, não conseguimos determinar, diretamente, o cálculo de qualquer probabilidade. Para o cálculo exato, necessitamos de um modelo para a distribuição de freqüências da população. Estudaremos, aqui, três dos principais modelos contínuos: Uniforme, Normal e Exponencial.

 

Os modelos que serão analisados representam comportamentos de uma extensa série de variáveis do mundo dos negócios e também distribuições teóricas de probabilidades que são fundamentais para os métodos de inferência estatística. Tais modelos são expressos por funções matemáticas denominadas funções densidade de probabilidade.

 

A área sob a curva que expressa a função densidade de probabilidade é igual a 1 (total das probabilidades), sendo que a probabilidade de uma particular observação pertencer a um intervalo é dado pela área sob a curva, correspondente ao intervalo, conforme podemos observar na figura seguinte:

 

função densidade de probabilidade
Assistir vídeo com explicação
Download do arquivo com slides da aula

EM BREVE OS VÍDEOS DESTA SEÇÃO SERÃO PRODUZIDOS!

Distribuição Uniforme

 

A Distribuição Uniforme Contínua é uma das distribuições contínuas mais simples de toda a Estatística. Ela se caracteriza por ter uma função densidade contínua em um intervalo fechado [a,b]. Ou seja, a probabilidade de ocorrência de um certo valor é sempre o mesmo. Embora as aplicações desta distribuição não sejam tão abundantes quanto as demais distribuições que discutiremos mais adiante, utilizaremos a Distribuição Uniforme para introduzirmos as funções contínuas e darmos uma noção de como se utiliza a função densidade para determinarmos probabilidades, esperanças e variâncias.

 

Função densidade de probabilidade

 

A variável aleatória X tem distribuição Uniforme no intervalo [a,b] se sua densidade de probabilidade for dada por:

 

função densidade da distribuição uniforme

Usaremos a notação X ~ U[a,b] para indicar que X segue o modelo Uniforme Contínuo no intervalo considerado.

 

Graficamente:

 

gráfico da função densidade da distribuição uniforme

Note que a área compreendida entre a função densidade e o eixo é:

área - gráfico da densidade da uniforme

Ou seja, de modo simples, podemos dizer que ÁREA = PROBABILIDADE.

Esperança ou média ou valor esperado da Uniforme

 

Já vimos que a esperança para variáveis discretas é calculada através da fórmula

fórmula da esperança para variáveis discretas

Quando trabalhamos com variáveis contínuas, utilizamos a função densidade. Além disso, não podemos trabalhar com o “somatório” visto que se trata de uma função contínua, ou seja, se trata do cálculo de uma área. Logo, utilizaremos integral.

 

Vamos deduzir a fórmula da esperança da distribuição Uniforme contínua:

 

dedução da fórmula da esperança da uniforme

Logo:

fórmula da esperança da uniforme

Variância da Distribuição Uniforme

 

Assim como já vimos, a variância de uma variável aleatória é obtida através da expressão:

 

fórmula da variância de uma variável aleatória

Já calculamos o valor de E(X). Vamos calcular, agora, E(X2):

dedução da fórmula de E(X2) da Uniforme

Agora, podemos obter a variância:

dedução da fórmula da variância da Uniforme

Logo:

fórmula da variância da Uniforme

Exemplo

 

Com o objetivo de verificar a resistência à pressão de água, os técnicos de qualidade de uma empresa inspecionam os tubos de PVC produzidos. Os tubos inspecionados têm 6 metros de comprimento e são submetidos a grandes pressões até o aparecimento do primeiro vazamento, cuja distância a uma das extremidades (fixada à priori) é anotada para fins de análise posterior. Escolhe-se um tubo ao acaso para ser inspecionado. Denote por X a variável aleatória que indica a distância correspondente ao vazamento. Assuma que X tem uma distribuição Uniforme Contínua.

 

a) Determine a função densidade de probabilidade.

b) Construa o gráfico da função densidade.

c) Utilizando apenas a função, determine a probabilidade de que o vazamento esteja, no máximo, a 1 metro das extremidades.

d) Utilizando apenas o gráfico construído no item b, determine a probabilidade de que o vazamento esteja, no máximo, a 1 metro das extremidades.

 

Resolução

 

a) Temos, a partir do enunciado, que X ~ U[0,6]. Logo:

exemplo resolvido - densidade da uniforme

b) O gráfico da função densidade apresentada no item anterior fica:

exemplo resolvido - gráfico da densidade da uniforme

c) Utilizando a função densidade:

exemplo resolvido - gráfico da densidade da uniforme

Portanto, a probabilidade desejada vale 1/3.

 

d) usando apenas o gráfico construído, basta lembrarmos que probabilidade é equivalente a área sob o gráfico da função densidade:

exemplo resolvido - gráfico da densidade da uniforme

A área hachurada é igual a probabilidade procurada:

exemplo resolvido - gráfico da densidade da uniforme

que é igual ao resultado obtido no cálculo do item c.

Lista de Exercícios - Distribuição Uniforme

 

Exercício 1

 

Sendo X ~ U[0,4], calcule:

 

a) P(X > 2).

b) P(X ≥ 2).

c) P(1 < X < 2).

 

Exercício 2

 

Admite-se que uma pane pode ocorrer em qualquer ponto de uma rede elétrica de 10 km.

 

a) Qual é a probabilidade de a pane ocorrer nos primeiros 500 metros? E de ocorrer nos 3 km centrais da rede?

b) O custo de reparo da rede depende da distância do centro de serviço ao local da pane. Considere que o centro de serviço está na origem da rede e que o custo é de R$ 200 para distâncias até 3 km, de R$ 400 entre 3 e 8 km e de R$ 1000 para as distâncias acima de 8 km. Qual é o custo médio do conserto?

 

Exercício 3

 

O tempo necessário para um medicamento contra dor fazer efeito foi modelado de acordo com a densidade Uniforme no intervalo de 5 a 15 minutos tendo por base experimentos conduzidos em animais. Um paciente, que esteja sofrendo dor, recebe o remédio e, supondo válido o modelo mencionado, qual a probabilidade da dor:

 

a) cessar em até 10 minutos?

b) demorar pelo menos 12 minutos até cessar?

 

Exercício 4

 

Suponha que o valor esperado de uma variável aleatória com distribuição Uniforme contínua é 1 e a variância é igual a 1/12. Encontre a probabilidade da variável assumir valores menores que 3/4.

Baixar arquivo com as respostas dos exercícios
Página inicial
Menu